Comunidades da zona rural de Monteiro recebem o Programa Merenda em Casa

comunidade merendaA Prefeitura de Monteiro promoveu nessa segunda-feira, 01, a entrega dos kits merenda, do programa Merenda em Casa, aos estudantes da rede municipal de ensino, residentes nas comunidades rurais de Santa Catarina e Cacimba de Cima.

O programa atenderá mais de dois mil alunos de 18 escolas, localizadas na cidade e zona rural, matriculados na rede de ensino do município. Os dois eventos contaram com as presenças do Prefeito em Exercício Cajó Menezes, Vereadores, Secretários Municipais, professores e pais e alunos.

Durante a solenidade foi realizada a entrega do kit merenda, que terá a distribuição semanalmente de alimentos com um cardápio diversificado.

Para o Prefeito em Exercício Cajó Menezes, o Merenda em Casa se trata de um programa pensado no bem estar da comunidade estudantil.

Ele destacou os avanços da Prefeitura nas comunidades Santa Catarina e Cacimba de Cima, em especial nas ações voltadas ao desenvolvimento educacional.

“A Prefeitura não para de trabalhar. O Merenda em Casa vem atender os alunos da rede municipal com alimentação de qualidade no final de semana. Os recursos investidos no programa são próprios do município”, concluiu Cajó.

Durante posse no STJ

b.290.170.16777215.0.stories.2014.falcao_posse_stjMinistro Francisco Falcão diz que combate à morosidade não é obrigação só da Justiça

Empossado na tarde desta segunda-feira (1º) como o 16º presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Francisco Falcão declarou que a solução para a morosidade dos processos judiciais não deve ser cobrada exclusivamente do Poder Judiciário.

“Celeridade é o que todos cobram do Judiciário – tanto a sociedade como nós próprios, magistrados. Mas convém deixar bem claro que a responsabilidade pela morosidade e as formas de superá-la não devem ficar à conta exclusiva deste poder”, afirmou o ministro em seu discurso de posse.

Ele disse que a “difícil tarefa” de reduzir a morosidade judicial, que se propõe enfrentar em conjunto com os demais ministros da corte e os membros do Conselho da Justiça Federal, deve envolver também os esforços dos demais poderes da República.

Falcão afirmou que muitas medidas já foram tomadas nessa direção, mas que a continuidade do trabalho vai exigir “compromisso e esforço conjunto” não só dos membros do Judiciário. “Não podemos esquecer que as imprescindíveis reformas legislativas e os meios viabilizadores dependem da direta colaboração de outros parceiros de jornada democrática, o Legislativo e o Executivo.”

Segundo Falcão, o número de processos na Justiça brasileira “continua alarmante, e mais alarmante é que não para de crescer”. Só no STJ, exemplificou, a quantidade de processos distribuídos subiu de 6.103 em 1989, quando o tribunal foi instalado, para 309.677 em 2013.

“Estamos à espera da chegada dos novos Códigos de Processo Civil e de Processo Penal, que trazem mudanças e inovações que certamente contribuirão para uma mais rápida e eficaz tramitação dos processos”, afirmou o ministro.

Entre as providências para reduzir a morosidade, ele citou a necessidade de acelerar a implantação do processo judicial eletrônico em todas as áreas da Justiça estadual e federal.

Também defendeu a aplicação de mecanismos alternativos de solução de litígios, tais como a conciliação, a mediação e a arbitragem, métodos eficientes para atender às demandas crescentes da sociedade.

O novo presidente do STJ prometeu que sua gestão atuará no fortalecimento da harmonia com o Executivo e o Legislativo, sem comprometer a independência entre os três poderes. “A independência não exige distanciamento, e para a harmonia se torna necessário constante entendimento. Só com aproximação e diálogo é possível garantir relações construtivas que se voltem à estabilidade social”, ressaltou.

Histórico

O ministro Francisco Falcão é pernambucano e atua na corte há 15 anos. Ele é filho de Djaci Falcão, magistrado paraibano de Monteiro que foi juiz no interior de Pernambuco e chegou à presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), onde atuou por 22 anos. Nos últimos anos, durante a gestão do ministro Joaquim Barbosa, Francisco Falcão foi corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Nesse período, cumpriu a promessa de uma atuação implacável contra o que chamou de “meia dúzia de maçãs podres do Judiciário”. Comandou inspeção em 24 tribunais e determinou a abertura de 25 procedimentos contra magistrados, tendo afastado 16 deles do cargo, desempenho recorde no órgão.

Ao tomar posse como presidente do STJ, Francisco Falcão ressaltou que exercerá a mais alta missão de sua vida de magistrado com foco no interesse público e na transparência. Falcão terá como vice-presidente a ministra Laurita Vaz.

Cássio lidera pesquisa Ibope com 47%; Ricardo aparece com 33% e Vital 4%

201409010718540000007017O Sistema Paraíba de Comunicação divulgou, na noite desta segunda-feira (1º), os números da primeira pesquisa promovida pelo Instituto Ibope, nas eleições 2014, na Paraíba. De acordo com os dados da consulta, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato pela coligação “A Vontade do Povo”, está na frente na disputa pelo Governo do Estado com 47% das intenções de voto dos paraibanos.

O governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela coligação “A Força do Trabalho”, aparece na segunda posição com 33%. A diferença entre o primeiro e o segundo colocados na pesquisa ficou em 14 pontos percentuais.

O terceiro colocado na pesquisa é o senador Vital do Rego Filho (PMDB), da coligação “Renovação de Verdade”. O candidato peemedebista foi indicado por 4% dos entrevistados na consulta promovida pelo Ibope.

Major Fábio (Pros) é o quarto colocado com 1% das intenções de voto. Os candidatos Tárcio Teixeira (Psol) e Antônio Radical (PSTU) somaram juntos 1% na escolha do total de entrevistados.

Votos brancos corresponderam à escolha de 8% dos entrevistados, enquanto que 6% não souberam responder ou não opinaram. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O índice de confiança da consulta é de 95%. O Instituto Ibope entrevistou 812 eleitores.

Oficina sobre Conservação e Recuperação Ecossistêmica da Caatinga é realizada pelo LAEB para professores da zona rural

345x230-images-noticias-oficina_rppn_01Dentre as atividades e ações desenvolvidas pelo Laboratório de Ecologia e Botânica do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da Universidade Federal de Campina Grande, visando a Conservação e Recuperação Ecossistêmica da Caatinga, foi realizada na última sexta-feira (29) uma oficina com os professores das escolas da zona rural dos municípios de Sumé, Livramento e São José dos Cordeiros, como parte das atividades do Programa de Educação Ambiental do Projeto Consolidação da RPPN Fazenda Almas.

Este programa é coordenado pela professora Alecksandra Vieira de Lacerda, doutora em Ecologia e Recursos Naturais e o Laboratório de Ecologia e Botânica – LAEB é o responsável pela difusão das estratégias de sensibilização das comunidades do entorno da RPPN visando a Conservação e Preservação dessa Unidade de Conservação, que representa a maior reserva de Caatinga conservada no Cariri paraibano.

A oficina foi ministrada pela doutora em Ecologia e Recursos Naturais, Francisca Maria Barbosa e os alunos de graduação, Maria da Glória Lopes Fragoso, Karlla Karem da Silva e João Paulo Pereira de Lima, bolsista e voluntários no projeto e contou ainda com a presença e apoio dos alunos dos cursos de Tecnologia em Agroecologia e Engenharia de Biossistemas, além da participação do gestor da RPPN Fazenda Almas, José Roberto de Lima.

Na oportunidade, os participantes da oficina conheceram as atividades de pesquisa no viveiro de mudas do LAEB.

Aécio pode desistir do Planalto e assumir candidatura a governador

201409010113520000001145A entrada em cena de Marina Silva, candidata do PSB à Presidência da República no lugar de Eduardo Campos, mexeu com o cenário eleitoral e já começa a reorientar as estratégias das campanhas adversárias. O senador Aécio Neves (PSDB), deslocado para o terceiro lugar pela ex-ministra do Meio Ambiente, pode ser, no entanto, o primeiro a adotar uma estratégia de alto risco político.

Segundo informações de bastidor apuradas pelo repórter Gerson Camarotti e publicadas em seu blog no G1, Aécio adotaria uma posição pragmática diante da queda na pesquisa nacional e das dificuldades de seu candidato em Minas, Pimenta da Veiga, 14 pontos percentuais atrás de Fernando Pimentel, nome do PT ao governo. Aécio teria de optar pelo pragmatismo e “mergulhar um período em terras mineiras”.

Segundo um cacique tucano teria dito a Camarotti, o partido teria chegado à conclusão de que “é preciso manter o espaço em Minas”. Para isso, poderia lançar mão de uma operação de alto risco: Aécio desistiria da candidatura à Presidência e assumiria a missão de impedir que os tucanos percam a máquina em Minas Gerais, de R$ 75 bilhões e 17 mil cargos comissionados.

Essa hipótese ganhou as ruas nesta sexta-feira, 29, por meio do coordenador de redes sociais do PSDB em Minas, Pedro Brandão Guadalupe. Em postagem no Facebook, Pedro Brandão diz que, “se Marina passar muito Aécio, ele sai, apoia ela, ganha no primeiro turno, e vira Governador de Minas Gerais (sic)”. Ele reconhece que não seria a melhor opção, mas garante que “já está certo o cheque-mate a qualquer momento no PT (sic)”.

Rede Paraiba aguarda números do Ibope para divulgação nesta 2a

201409010109350000002539O diretor presidente da Rede Paraíba de Televisão, Eduardo Carlos, confirmou em  reportagem que aguarda receber os novos levantamentos de pesquisa contratada junto ao Ibope para veicular nas emissoras possivelmente nesta segunda-feira.

- Estamos acatando as determinações da Justiça e esperamos que o Ibope nos entregue ainda hoje os novos números para divulgação – lembrou o empresário adiantando que “se, por ventura, só chegar amanhã (terça-feira) vamos divulgá-la nesse dia atendendo as regras eleitorais”.

Fonte: WSCOM

Flamengo vence Vitória de Ney Franco e engata 5ª triunfo seguido

201408310839100000005378Mudou o campeonato, mudou a postura de novo. A derrota acachapante de 3 a 0 para o Coritiba pela Copa do Brasil ficou para trás e o Flamengo, de novo com o time titular, venceu o Vitória por 2 a 1, fora de casa, e engatou o quinto triunfo consecutivo no Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time rubro-negro saltou duas posições na tabela e já é o nono, com 25 pontos, oito acima da zona de rebaixamento.

A degola, agora, é com o Vitória. O time teve a estreia de Ney Franco, demitido do rival Flamengo, e perdeu mais uma, permanecendo na laterna com 15 pontos conquistados. Na próxima rodada, o Flamengo recebe o Grêmio, sábado, às 18h30, no Maracanã. Já o Vitória vai até São Paulo, também no sábado, onde enfrenta o Santos, às 18h30, no Pacaembu.

Prefeitura de Monteiro distribui kit de proteção com catadores de lixo

kit lixãoO prefeito em Exercício, Cajó Menezes, esteve reunido na semana passada com representantes da Associação de Catadores de Lixo do município, para discutir ações voltadas ao atendimento dos sócios e a continuidade da parceria com a Prefeitura de Monteiro.

O encontro aconteceu na Secretaria Municipal de Infraestrutura, onde foi servido um café da manhã com os presentes e entregue o material contendo: botas, luvas e máscaras de proteção.

Cajó Menezes, Prefeito em Exercício, destacou a preocupação da Prefeitura com os catadores de lixo e afirmou que a parceria com a gestão municipal tem continuidade.

O Prefeito disse que a gestão municipal estará realizando um trabalho de socialização envolvendo os sócios da Associação de Catadores, e ainda serão disponibilizados atendimentos médico e social.

“A Prefeitura tem mantido uma preocupação com os catadores de lixo. Estamos entregando esse kit de proteção e estaremos promovendo ações com atendimento médico e serviços sociais com os sócios, como forma de contribuir na integração no convívio social”, concluiu Cajó.

Participaram do encontro os Secretários de Comunicação Edcarlos Farias, Infraestrutura Ronaldo Borges, Planejamento Clenio Nóbrega, Adjunto de Agricultura Alexandre Magno e o assessor Irmão Davi.

 

Prefeitura de Monteiro lançará nessa segunda Merenda em Casa na zona rural

merendaApós o sucesso do evento de lançamento do programa Merenda em Casa, na Praça João Pessoa, na sexta-feira, 29, que contou com a presença de estudantes da cidade, a Prefeitura de Monteiro programou um cronograma de atividades do programa para a zona rural.

O programa Merenda em Casa atenderá 2.200 crianças, matriculadas na rede municipal de ensino, com idade entre 06 meses a 11 anos, com a distribuição do kit merenda, que tem capacidade de produzir cinco refeições, para o final de semana.

Segundo Cajó Menezes, Prefeito em Exercício, o programa Merenda em Casa vem revolucionar a área da educação do município, devido a proposta ousada de fornecer merenda para o atendimento nutricional de mais de dois mil alunos da cidade e zona rural, no final de semana, através de uma alimentação de qualidade e acompanhada por nutricionista.

Ele acrescentou que o programa está sendo realizado com investimentos de recursos próprios da gestão municipal, demonstrando o compromisso com a educação do povo de Monteiro.

Programação:

DIA 01/09/14- EMEIEF Tobias Remígio Gomes/Sítio Cacimba de Cima 09h00

EMEIEF Benícia Alves de Lima/Sítio Santa Catarina 16h00

*DIA 02/09/14- EMEIEF Laura Lopes Frazão/Sítio Queimadas , com a EMEIEF Manoel Alves dos Santos /Sítio Picos 08h00

EMEIEF Abdon Gomes de Souza/Sítio Boa Esperança, com a EMEIEF Tércio Caldeira/Sítio Pau Ferro 16h00

*DIA 03/09/14- EMEIEF Ginalda de Andrade Barros/Sítio Barreiros 08h00

EMEIEF Manoel Maciel/Sítio Garapa 16h00

*DIA 04/09/214- EMEIEF José Belarmino Alves /Sítio Pitombeira 09h00

*DIA 05/09/14 – EMEIEF Alfredo Viana/Sítio Cacimbinha 09h00

EMEIEF Antônio Rodrigues/Sítio Olho D´Água do Silva 09h00

Eleições na Paraíba já contabilizam seis pesquisas suspensas por suspeita de fraude

eleicoes-300x191Com suspeitas de fraudes desde as eleições de 2010, seis pesquisas eleitorais de intenções de voto já foram suspensas desde o início da campanha eleitoral desde ano na Paraíba, rendendo multas para institutos e veículos de comunicação que já somam R$ 266.025,00. No entendimento do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), as consultas 0007/2014, 0010/2014, 0012/2014, 0013/2014, 0016/2014, 0018/2014, entre outras falhas, apresentaram problemas de metodologia na apuração dos dados.

Contratadas aos institutos Souza Lopes e IPESPE pelos principais veículos de comunicação do Estado, as consultas que foram divulgadas até agora sobre a disputa pelo governo da Paraíba têm sofrido questionamentos de todos os lados. Representante de uma candidato a deputado estadual pelo Partido da Pátria Livre (PPL), o advogado Francisco Pereira foi autor das ações que resultaram na suspensão das seis pesquisas com suspeita de fraude.

“O Instituto Souza Lopes, assim como também incorreu o IPESP na ultima pesquisa divulgada e suspensa pela Justiça, não respeitou a Lei Eleitoral. Como confiar nos dados de uma pesquisa em que a empresa pesquisadora não traz a conhecimento da Justiça Eleitoral os dados obrigatórios para a conferência da veracidade e autenticidade das informações? Como confiar nos números de uma pesquisa que tem sete dias para trazer esses dados e passa meses sem apresentar?”, questionou o advogado, citando algumas das irregularidades apresentadas nas pesquisas divulgadas na Paraíba.

Ele destacou que na pesquisa 0018/14 encomendada pelo Sistema Correio de Comunicação ao Instituto Souza Lopes, os formulários excluíam os nomes de três candidatos a governador, obrigando o pesquisado a optar apenas entre os candidatos que o instituto quisesse.

“Ao privilegiar uns em detrimentos de outros, houve por parte do Instituto Souza Lopes uma total afronta ao princípio da isonomia dos candidatos. Esse tipo de consulta não serve para representar a real intenção de voto do eleitor, pois causa grave desequilíbrio ao pleito eleitoral, já que acaba induzindo o eleitor a erro”, disse Francisco.

Os pareceres dos promotores eleitorais e as decisões dos juízes que tem suspendido e multado institutos e veículos de comunicação têm deixado clara a disparidade entre as pesquisas e o sentimento das ruas, cristalizado em levantamentos com problemas de método e de execução. “Conclui-se que a referida pesquisa está irregular e portanto, imprestável para o pleito eleitoral, por não obedecer aos ditames legais no que se refere ao seu registro junto ao Tribunal Regional Eleitoral”, opinou o procurador Regional Eleitoral da Paraíba, João Bernardo da Silva, em seu parecer sobre a consulta 0016/2014, realizada pelo Instituto IPESPE.

Na campanha eleitoral de 2010, a Paraíba foi cenário de um festival de pesquisas irregulares. Naquele ano, todas que foram divulgadas para governador do Estado acabaram sendo desmentidas pelas urnas, já que apontavam a vitória do então senador José Maranhão (PMDB) com folga ainda no primeiro tuno. A eleição, porém, foi decidida no segundo turno, tendo o atual governador Ricardo Coutinho (PSB) vencido o pleito com uma diferença de quase 150 mil votos.

%d blogueiros gostam disto: